Sinomar Calmona     • Presidente Prudente / SP     • Jornal O Imparcial     • Contato
 
 
Galeria de Fotos TV Sinomar Links Calendário Cadastre-se
 
 

Saúde • Gerais

19 de Abril de 2017 -
Endometriose: O mal do século?
Por:

Pesquisa da USP mostra como essa realidade afeta a vida das mulheres

Pacientes com endometriose têm mais que o dobro de disfunções sexuais em relação à população sem a doença é o que diz estudo realizado pela Dra. Flávia Fairbanks, que culminou em sua tese de doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Nele foram avaliadas 583 mulheres entre 2013 e 2015, sendo que 254 pacientes com endometriose e 329 mulheres sem a doença. Na avaliação geral, 43,3% das pacientes com endometriose apresentaram disfunções sexuais, enquanto que na população sem a doença as disfunções ocorreram em 17,6%. Entende-se por disfunções sexuais – desejo sexual, excitação sexual, dor na relação sexual e orgasmo/satisfação sexual.

A endometriose caracteriza-se pelo implante, crescimento e desenvolvimento de glândula/tecido endometriais fora do útero. Trata-se de uma doença ginecológica benigna que ocorre pelo refluxo de menstruação pelas trompas, acumulando células parecidas com o endométrio (e que, portanto, também "menstruam"), fora da cavidade uterina.

Estima-se que 10% da população feminina apresentam essa doença e, quando são estudadas populações específicas de mulheres com dor pélvica ou infertilidade, a prevalência pode atingir até 47% dos casos.

É uma doença com impacto negativo em diversos aspectos da vida da mulher, inclusive na função sexual - Os principais sintomas da endometriose são representados por dor e infertilidade, relacionam-se diretamente com prejuízos na atividade sexual, mas aspectos específicos da função sexual dessas mulheres permanecem obscuros, o que motivou a realização deste estudo.

As principais causas são o refluxo menstrual, associado a causas genéticas (o risco é maior entre parentes de primeiro grau), ambientais (exposição a ambientes poluídos com resíduos de monóxido de carbono como as dioxinas) e imunológicas (o organismo não reconhece, adequadamente, esse tecido fora de lugar e não faz uma faxina adequada todos os meses, que serviria para remover esse tecido e evitar a doença).

A Endometriose pode ocorrer entre a adolescência e a menopausa, em qualquer idade, mas a faixa dos 30-40 anos é a mais comum. O diagnóstico se baseia em ouvir as queixas da paciente (cólicas menstruais muito severas, dor nas relações sexuais, dores na barriga durante o mês, dificuldade para engravidar, alterações do intestino durante a menstruação e também da urina). Também pode ser feito por exames complementares especializados (ultrassom pélvico e transvaginal com preparo intestinal ou ressonância magnética da pelve) e também por videolaparoscopia - uma cirurgia que pode ajudar a tratar o problema.

Mesmo com os tratamentos acredita-se que a prevenção verdadeira não exista. Há muitos fatores envolvidos, porém, existem medidas que evitam que a menstruação seja muito abundante, como o uso de anticoncepcionais que reduzem o fluxo menstrual, o que é benéfico.

Os tratamentos são à base de medicamentos gerais, para alívio dos sintomas (analgésicos e anti-inflamatórios, associados a hormônios, para reduzir a menstruação e agir nos focos da doença, anticoncepcionais ou progesteronas específicas e, por vezes, cirurgia para restaurar a pelve.). Há, também, a possibilidade de tratamentos complementares, simultaneamente, com excelentes resultados: acupuntura para as dores, fisioterapia do assoalho pélvico e, recentemente, um estudo mostrou que a homeopatia também pode ter algum benefício.

Sobre a especialista: Dra. Flávia Fairbanks, ginecologista do Hospital das Clínicas da USP e da Clínica FemCare. Graduada pela Faculdade de Medina da USP, realizou residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da FMUSP, foi médica preceptora da Ginecologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. É Pós-graduada em Ginecologia do Hospital das Clínicas da FMUSP nos setores de Endometriose e Sexualidade Humana.

 
 
10/08/2017
HR divulga programação para campanha “Agosto Dourado: Mês do Aleitamento Materno”
abrir o post
10/08/2017
Nova cirurgia reduz internação
abrir o post
04/08/2017
HR promove ações de orientação sobre doenças do coração
abrir o post
15/06/2017
Atendimentos dermatológicos aumentam 30% no HR, devido mudanças no tempo
abrir o post
02/06/2017
VEM divulga balanço parcial da Vacinação Contra Gripe que segue até 9 de junho
abrir o post
 
 
18 de Agosto de 2017
clique para acessar a coluna
 
BUSCA PELO SITE
Galeria de Fotos
TV Sinomar
Links
Calendário
Cadastre-se
CONHEÇA MAIS
Sinomar Calmona
Presidente Prudente / SP
Jornal O Imparcial
Contato
ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS
 
DESENVOLVIDO POR:
Fabrício Modafaris