Entrevistas • Gerais

08 de Março de 2019

ALESSANDRA CAVALI - “O Pilates trabalha o corpo e a mente”

Método criado pelo alemão Joseph Pilates, ajuda a melhorar o condicionamento físico e mental. Mesmo que se façam exercícios que parecem ser suaves, o Pilates proporciona o alongamento e o fortalecimento de forma individualizada e integrada, defende a fisioterapeuta Alessandra Cavali, 33 anos, formada em 2007 pela Unoeste, nessa entrevista.

 

 

 

 

Quem pode praticar o Pilates?

Qualquer pessoa tem indicação para praticar o Pilates, desde que não apresente algum desconforto, alguma contra indicação. O método serve tanto para pessoas sedentárias, sem o hábito de praticar atividades físicas, quanto para atletas de alto nível. O método é indicado para pessoas que querem uma melhora do estado geral de saúde e da qualidade de vida, assim como para quem busca tonificar os músculos do corpo, além do restabelecimento de funções que foram perdidas ou reduzidas. 

 

 

Além do fortalecimento e do alongamento, que outros benefícios o Pilates proporciona?

O Pilates é uma atividade que trabalha o corpo e a mente. Além de fortalecer e alongar, trabalha para diminuir as dores crônicas, melhorar postura, concentração, respiração, combate ao estresse, realinhamento da coluna e fortalecimento da musculatura abdominal,  melhora da respiração,  consciência corporal, preparo dos músculos e da respiração para outras atividades, como a corrida. O Pilates previne ainda

fraturas causadas pela osteoporose, complicações gestacionais e comprometientos articulares, dentre outros.

 

 

 

Existem contra-indicações?

Fora a pratica por crianças muito pequenas, abaixo de 12 anos, pode ser indicado para qualquer pessoa. Mas para começar, o aluno passa antes por uma avaliação postural que busca detectar possíveis desvios, desequilíbrios ou dores – a partir daí será montado um

programa de treinamento específico de acordo com sua necessidade.

 

 

E as gestantes?

Elas devem fazer, a não ser que tenham contra indicação médica , caso de gravidez de risco  -  para fortalecimento de toda região pélvica. As gestantes vão precisar de força nessa região. A gestante pode iniciar o Pilates assim que seu obstetra a liberar para a prática de atividades físicas. Mulheres que já praticam o método e engravidam não tem necessidade de interromper os exercícios e devem praticá-los até o fim da gravidez.

O alongamento também ajuda na postura e alivio das dores, além de fortalecimento de pernas e braços. Mas costumo sugerir a partir dos 3 primeiros meses da gestação, que são os mais frágeis.

Willy Macedo
Interplan